terça-feira, 8 de setembro de 2009

Mitos da fertilização















Matéria de ontem do portal IG Delas fala sobre mitos da fertilização, com a participação da Dra. Maria Cecília Erthal, diretora do Centro de Fertilidade da Rede D'Or.


6 comentários:

Anônimo disse...

Olá!
Dr. Eu tenho 25 anos e meu marido 26 anos. Samos casados a 2 anos e temos o sonho de ter gêmeos. Eu não tenho nenhum problema para engravidar , mas o meu marido tem varicocele. Então pensamos na fertilização invitro. A nossa chance aumenta com a fertilização , ou ainda assim e difícil ? Lembrando que pensamos em gêmeos! Desde de ja agradeço pela atenção!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

O objetivo do tratamento de reprodução assistida jamais é a gestação gemelar em si, por isso não podemos garantir ou lhe dar respostas especificamente sobre a chance de obter esse resultado.
Embora as técnicas de reprodução assistida aumentem a probabilidade de resultar uma gestação gemelar, elas não constituem uma garantia de que isso irá acontecer.Além disso, a gestação gemelar é, por si só, uma gestação de alto risco, tanto para você, que pode desenvolver hipertensão arterial devido à gestação, quanto para os bebês, que têm risco maior de nascerem prematuros, abaixo do peso, etc.

Boa sorte!

Atenciosamente,
Dra. Carolina Zendron
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM 52-84372-5

Anônimo disse...

Tenho 38 anos e meus exames apresentam ótimos resultados. Não consigo engravidar porque meu marido que tem 48 sofre de disfunção ejaculatória. O espermograma dele também foi bom. Uma inseminação seria eficaz em nosso caso?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Cara anônima,

A inseminação intra-uterina é um procedimento de reprodução assistida em que o sêmen, após ser capacitado, isto é, preparado em laboratório, é depositado na cavidade uterina com o intuito de facilitar o encontro sincronizado dos gametas no sítio natural de fertilização que é a trompa.

Uma das indicações de tal procedimento é justamente a presença de disfunção ejaculatória. É fundamental que a mulher que será submetida à inseminação intra-uterina passe por uma avaliação e confirmação de que suas trompas estão pérvias.

A literatura mundial cita taxas de gravidez de 15 a 20% em média, variando desde 10% em pacientes acima de 39 anos, até 30% em pacientes abaixo de 25 anos com parâmetros seminais ótimos.

É importante que o casal saiba que ao aderir os protocolos de IIU (Inseminação Intra- Uterina) eventualmente podem necessitar de repetição dos ciclos de tratamento para obtenção de gravidez, afinal, se o casal tenta em média três vezes com boas condições clínicas, as chances cumulativas de gravidez são bastante razoáveis, chegando a 50-60%.

Em geral, o casal que se beneficia do tratamento de IIU, consegue gravidez até o terceiro ciclo. Depois disso, deve-se reavaliar as chances reais e propor, nos casos cabíveis, terapias de reprodução assistida com maiores chances de gravidez, como a fertilização in vitro.

Procure seu ginecologista e converse com ele sobre suas dúvidas e tais possibilidades, se precisar de ajuda especializada teremos enorme prazer em lhe atender.

Atenciosamente,

Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Marilia Oliveira disse...

Boa Noite fiz minha laqueadura tem uns 27 dias,optei em fazer porque já tenho uma filha de 9 anos!!! Meu segundo filho infelizmente faleceu depois de dois dias de vida! Gostaria de saber se tem como reverter a situação e como seria essa reversão??

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

A laqueadura tubária é uma técnica de esterilização cirúrgica que foi criada inicialmente para ser irreversível. Por isso, a decisão de realizá- la deve ser bem pensada.
Existem meios cirúrgicos de se tentar reverter a ligadura, porém o sucesso é influenciado pelo tempo de laqueadura, pela técnica cirúrgica usada para realizar a ligadura e se as demais porções da trompa foram mantidas íntegras. Os resultados das cirurgias de reversão não são muito estimulantes e requerem uma reavaliação da perviedade da trompa após um certo tempo da reversão.
Em caso de insucesso da técnica de reversão cirúrgica ou de impossibilidade de revertê-la, está indicada a FIV ( fertilização in vitro) como técnica para se conseguir a gravidez.

Boa sorte!

Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1